Códigos de Barras 789

Nossos códigos de barras são fornecidos pela International Barcodes Network e começam com ‘07’, indicando que foram originalmente criados pela GS1 US. Os códigos de barras começando com ‘789’ vêm diretamente da GS1 Brasil. O prefixo deste código é simplesmente uma forma de evitar que os mais de 70 emissores GS1 em todo o mundo se preocupem com números duplicados. Cada ramificação GS1 terá seu próprio prefixo.

A ÚNICA maneira legal de obter números começando com ‘789’ é ingressar no GS1 Brasil – isso significa preencher seus formulários de inscrição, pagar taxa de adesão e afiliação, além de anuidade. A GS1 licencia para você apenas os números, então terá de pagar suas taxas recorrentes pelo resto da vida útil do seu produto. Cuidado com qualquer revendedor que afirme poder emitir códigos que comecem com os números ‘789’. Por exemplo, veja este aviso sobre o EAN13 Brasil.

Muitas pessoas erroneamente acreditam que os primeiros dígitos do código de barras mostram o país de origem do produto, mas isso não é verdade. O que esses primeiros dígitos mostram é o ramo GS1 emissor.

Os produtos que vêm do Brasil podem apresentar qualquer número válido de código de barras para vendas no varejo.

Se pretende demonstrar que seu produto é feito no Brasil, a melhor forma de fazê-lo é imprimir “Fabricado no Brasil” (ou algo parecido) no produto. Esta é uma afirmação publicitária, e deve ser comprovada se contestada. Alguns fabricantes também imprimem “Fabricado no Brasil” diretamente acima do código de barras para ajudar os clientes.

Todos os códigos de barras e sistemas de código de barras são projetados para uso internacional. Praticamente não há restrições com base no país de origem em todo o mundo. Veja aqui exemplos específicos de lojas que apresentam restrições quanto ao uso de códigos de barras.

Como membros da International Barcodes Network (que possui clientes utilizando seus códigos de barras em mais de 120 países),  asseguramos-lhe que o uso dos nossos códigos é legal, com pagamento único, sem taxas adicionais e de propriedade vitalícia do comprador.