Perguntas frequentes

Se você não conseguir encontrar uma resposta para a sua pergunta, por favor, entre em contato.

Um código de barras é uma imagem usada para representar uma pequena quantidade de informação que pode ser então lida facilmente por um leitor de códigos de barras ou um aplicativo de celular. Códigos de Barras aparecem de muitas maneiras e formas, contudo, são geralmente encontrados em produtos de varejo para passar preço e informações do produto no caixa. Neste caso, o código de barras é simplesmente um número de 12 ou 13 dígitos codificado como uma imagem. 
TO sistema de códigos de barras, criado nos anos 70 por George Laurer, é um sistema universal para manter controle de itens e preços em sistemas de inventário ao redor do mundo. É utilizado hoje em dia por quase todos os varejistas do mundo e funciona sob a premissa de que cada código de barras é alocado para apenas um produto. Portanto, em qualquer loja, não há chance de um código de barras estar em dois produtos diferentes. Este sistema incorpora tanto os números UPC-A quanto os superconjunto de Números EAN-13.
Apesar de fornecermos uma variedade de códigos de barras, tanto para varejo (UPC-A e EAN-13) quanto para outras aplicações (incluindo QR Codes, Código 128/39, códigos ITF-14), nós fornecemos principalmente códigos de barras EAN-13 para varejo. Estes são os códigos de barras mais comumente usados em produtos de varejo fora dos EUA (com exceção de livros e revistas). Nossos números vêm do mesmo sistema original que os números GS1, porém, agora estão fora do controle do GS1. Consequentemente, somos capazes de vender esses números a custo único.
 A resposta curta é ‘sim, geralmente’. – A vasta maioria dos varejistas acha bem mais fácil se os produtos que adentram suas lojas tiverem códigos de barras neles. Muitos varejistas fazem essa exigência.
Isto significa que códigos de barras podem abrir portas para varejistas e permitir que você expanda a disponibilidade do seu produto. Se você está vendendo seu produto apenas na sua própria loja e não tem intenções de vender em nenhum outro lugar, você pode optar por não usar códigos de barras no seu produto. Você também pode rotular todos os produtos de seu estoque com códigos de barra que não são voltados ao varejo e podem ser mais baratos. Isto porque seus produtos são apenas para uso interno. Eles não precisam ser parte do ‘Sistema de Códigos de Barras’.
– Ambos podem ser usados em lojas varejistas ao redor do mundo, entretanto, os códigos UPC-A de 12 dígitos são mais comuns nos EUA, enquanto os códigos EAN-13 são mais comuns nos outros países. Quanto à codificação, esses códigos de barras são muito similares. Na verdade, um código UPC-A pode ser codificado como EAN-13 com a adição de um ‘0’ na frente. Neste caso a imagem, as barras do código, será exatamente a mesma do código UPC-A. Leitores de códigos de barras geralmente identificam ambos os tipos de código facilmente. Contudo, é recomendado que, caso seu produto vá para os EUA somente (ou principalmente), você utilize um código UPC-A. Se seu produto estiver sendo vendido em outros países, códigos EAN-13 são a melhor opção.
 – A melhor prática é adquirir um código de barras para cada produto ou variação do produto. Isto porque as lojas usam códigos de barras para dois propósitos principais:
1 . Códigos de barras são utilizados para obter o preço do produto quando lido no caixa.
2 . Códigos de barras são usados para manter controle de estoque e decidir quando comprar um item novamente.

Isso significa que, se os varejistas só usarem códigos de barras para a opção 1, você pode se safar usando o mesmo código de barras para duas variações de produtos (cores diferentes do mesmo produto, por exemplo). Contudo, se o varejista usar códigos de barras para a opção também, um código de barras diferente para cada variação do produto será necessário.

Geralmente, varejistas preferem estocar produtos que serão fáceis de controlar. Alguns varejistas podem preferir não estocar produtos se eles tiverem que contar manualmente quantos ainda restam de cada tamanho para poder comprar mais. Portanto, é recomendado que você tenha um código de barras para cada variação do produto.

 -Os únicos tipos de produtos de varejo que não utilizam códigos de barras EAN-13 são livros e revistas. Todos os outros produtos utilizam códigos de barras EAN-13 ou UPC-A – Você pode comprá-los aqui.
 – Nossos códigos de barras são aceitos em praticamente todas as lojas do mundo. Entretanto, há algumas exceções. As únicas lojas que conhecemos que não aceitam nossos números de códigos de barras são: Super Cheap Retail Group e os ramos centrais da Woolworths Australia na Austrália; Walmart, Sam’s Club, Krogers, Fred Mayers, Macy’s e JC Penney’s nos EUA; Super Retail Group e os ramos de Auckland e Wellington da Foodstuffs (apenas para produtos alimentícios). Com exceção dessas lojas, nós já vendemos milhares de códigos de barras e nunca nos deparamos com dificuldades em relação a outras lojas.

Nós também podemos arranjar relatórios de verificação independentes, o que significa que nossos códigos de barras são aceitos por mais lojas que os de qualquer outro fornecedor.

Para maiores informações a respeito de quais lojas não aceitam nossos códigos de barras e quais exigem relatórios de verificação, por favor, veja Aceitação de Códigos de Barras.

 Não, nós não garantimos isso – Nenhuma empresa de códigos de barras garante isso. Varejistas podem escolher seus próprios critérios para códigos de barras, façam sentido ou não. Contudo, nós já vendemos milhares de códigos de barras ao redor do mundo e estamos confiantes de que, à exceção das lojas mencionadas acima, lojas vão aceitar nossos números de códigos de barras. Se você está inseguro, fique à vontade para entrar em contato conosco para investigar lojas em particular.
 Se você comprar 1 número de código de barras, você não receberá um prefixo para a empresa (nenhuma empresa de códigos de barras fornece isso). Entretanto, se você deseja comprar 10, 100, 1000 ou 10.000 códigos de barras conosco, nós podemos lhe fornecer um prefixo único para empresa. O comprimento do prefixo da empresa irá depender de quantas variações são necessárias para totalizar 13 dígitos. Então, se você pedir 10 códigos de barras, seu prefixo para a empresa será 1 dígito maior do que se você pedir 100.
 Um código de barras para varejo é simplesmente um número único codificado como imagem. Como tal, não contém nenhuma informação sobre a empresa ou produto em sua codificação. Quando um código de barras vai para as lojas, a informação do produto é anexada ao código de barras pelo sistema de leitura de códigos da loja. Assim, quando o código de barras é lido, ele direciona o computador para a informação associada ao produto.
 Você pedir um código de barras aqui. Códigos de barras EAN-13 são a primeira opção disponível. Depois que você decidir prosseguir com a compra, você pode decidir pagar com o cartão de crédito ou através do Paypal. Assim que o pagamento for feito, nós lhe enviaremos seu código de barras por e-mail com as imagens anexas. Se você deseja pagar com transferência bancária ou outro método, por favor, nos mande um e-mail
 Uma vez que você tiver recebido seu número de código de barras com as imagens anexas, você pode simplesmente incorporá-las na embalagem do seu produto ou imprimi-las em rótulos adesivo. Você pode redimensionar o código de barras antes de fazer isso, se preferir. Contudo, você deve prestar atenção às dimensões do código de barras. Quando um varejista recebe seu código de barras e produto, ele lê seu código de barras em seu sistema e insere as informações do produto para que, de agora em diante, quando o código for lido, as informações sobre o produto apareçam automaticamente.
 Sim, eles funcionam. Nós fornecemos tanto códigos de barras EAN-13 (usados mundialmente), quanto códigos UPC-A (para uso nos EUA).

Nossos códigos de barras são atualmente utilizados nos seguinte países ao redor do mundo: Austrália, Bahrein, Bélgica, Brasil, Camboja, Camarões, Canadá, Ilhas Canal, China, Ilhas Cook, Curaçao, Chipre, Dinamarca, República Dominicana, Timor Leste, Inglaterra, Fiji, Finlândia, França, Alemanha, Gana, Grécia, Hong Kong, Índia, Irlanda, Israel, Itália, Jamaica, Japão, Jersy, Kiribati, Kuwait, Líbano, Lituânia, Malásia, Malta, Ilhas Maurício, México, Moçambique, Holanda, Nova Caledônia, Nova Zelândia, Nigéria, Noruega, Papua Nova Guiné, Portugal, Rorotonga, Ruanda, Singapura, Escócia, Eslováquia, Eslovênia, África do Sul, Coréia do Sul, Espanha, Sultanato de Omã, Suriname, Suíça, Taiwan, Tailândia, Tonga, Emirados Árabes Unidos, Uganda, Reino Unido, EUA, Vanuatu, Nigeria, Gales, Zâmbia.

Esta lista está se expandindo constantemente, então nos avise caso seu país não esteja na lista e podemos checar se foi adicionado recentemente. Ou você pode ser o primeiro.

 WNós oferecemos códigos de barras legais e acessíveis a um custo único. Algumas de nossas vantagens são:

1. Códigos de Barras Baratos – Pacote com 1 código de barras a partir de $39 e ficando mais baratos.

2. Sem taxas contínuas – os códigos de barras são vendidos a um custo único, ou seja, você só paga uma vez.

3. Fornecimento de Imagens para Códigos de Barras – nós também fornecemos imagens de alta resolução (600 dpi) para códigos de barras em 5 diferentes formatos (Bitmap, eps, Tiff, Jpeg e PDF) para sua conveniência.

4. Sem filiação compulsória – Estas incluem formulários que gastam tempo e taxas que consomem dinheiro.

5. Serviço rápido – ou você recebe os códigos de barras imediatamente (se pedir um código de barras para varejo) ou dentro de 12 horas. Nós podemos acelerar o processo se você tiver urgência.

6. Possibilidade de fornecimento de relatórios de verificação – nós podemos fornecer relatórios de verificação independentemente autorizados, o que significa que nossos códigos de barras são aceitos por mais lojas do que os de qualquer outro fornecedor.

Por favor, veja ‘por que comprar com a gente?’ para maiores informações. 

 Sim, nós garantimos que os números de códigos de barras que vendemos nunca foram vendidos ou usados anteriormente. Nossos números são únicos e originados do Conselho de Códigos Uniformes (Uniform Code Council, agora GS1 US). Nós fornecemos certificados de garantia que você pode usar como prova de que possui o número do código de barras. Nós também temos garantia escrita da empresa que fornece esses códigos de barras de que estes números são apenas nossos para revenda – a empresa que nos fornece é recomendada por George Laurer (o inventor do código de barras UPC). Além disso, nós checamos nossos números contra uso ilegal na internet antes da venda para que você tenha certeza que no momento da venda ninguém os esteja usando ilegalmente. 
 Não, uma vez que você comprar um código de barras conosco, ele é seu pra vida toda e você é livre para usá-lo como quiser. Nós temos uma seleção de códigos de barras que não exigem taxas anuais por estarem fora do controle do GS1. Nós transferimos esse benefício ao consumidor. 
Nos anos 1990, o GS1 foi estabelecido na maior parte do mundo. Eles licenciaram seus números de códigos de barras de 13 dígitos para seus membros (e cobraram taxas de adesão e filiação, como discutimos anteriormente). Entretanto, havia uma organização separada nos EUA – o Conselho dos Códigos Uniformes (Uniform Code Council – UCC) que vendeu números de códigos de barras de 12 dígitos a seus membros por um custo único (sem taxas de licença contínuas). O UCC estava competindo, de fato, com o GS1. Seus números de 12 dígitos são um subconjunto do sistema de 13 dígitos.

No final dos anos 1990, o UCC se fundiu ao GS1, se tornando GS1-US. Como parte dessa mudança, eles decidiram começar a cobrar taxas de licença anuais para todos os seus membros, incluindo aqueles que já haviam pago a taxa única por códigos de barras nos anos 1990. Claro que muitos desses membros não ficaram satisfeitos com as novas taxas de licença anuais, então um grupo dele processou o GS1. Os membros ganharam nos tribunais no começo dos anos 2000, resultando em um acordo multimilionário com o GS1. Mais uma consequência desse caso jurídico é a prova de que os números originais gerados pelo UCC nos anos 1990 não estão mais sob o controle do GS1 e, portanto, taxas de licença não são necessárias.
Esses números são comprados por fornecedores e revendidos. Eles são números ‘novos’, já que nunca foram usados em produtos de varejo e fazem parte do sistema GS1.

Estes números são vendidos de maneira individual, geralmente para empresas pequenas que têm apenas um ou dois produtos e não podem arcar com as altas taxas de adesão e filiação.

  O tamanho padrão oficial de um código EAN-13 é 37,3×25,9mm – Isso pode oficialmente ser reduzido a 80% do tamanho (cerca de 20x30mm) ou ser aumentado para 200% do tamanho. Depende do varejista se você pode usar um tamanho maior ou menor. Contudo, se você precisa de relatórios de verificação, você deve aderir aos padrões, caso contrário o código de barras não será aprovado na verificação. É sempre uma boa ideia realizar um teste de leitura com seu código de barras antes de mandá-lo para as lojas. Por favor, veja ‘Dimensões de códigos’ para conferir os padrões oficiais. 
 Não – não existe nenhum banco de dados oficial e atualizado para registro de códigos de barras (nem nacional, nem internacionalmente). Registro de códigos de barras não é necessário. Ao invés disso, fica a cargo dos revendedores e do GS1 assegurar que cada número seja vendido apenas uma vez. Cabe também aos fabricantes (você) assegurar que cada código de barras seja alocado para apenas um produto. Nós oferecemos um serviço de registro opcional de códigos de barras que apresenta várias vantagens. Isso está incluído com nossos pacotes de código de barras, mas pode ser comprado por outros códigos de barras aqui.
– George Laurer inventou o sistema de códigos de barras UPC-A de 12 dígitos enquanto trabalhava para a IBM. Ele apoia números de códigos de barras para revenda como os nossos e não gosta da maneira como o GS1 decidiu restringir a entrada ao mercado através de suas altas taxas. 
– International Barcodes foi formada buscando aumentar a disponibilidade de códigos de barras para revenda e informações sobre códigos de barras mundialmente. Eles fazem isso fornecendo escritórios locais onde liceniciados locais conhecem seus mercados individuais e fornecem números de códigos para revenda por um preço razoável na língua nativa dos clientes.
 Sim, é possível imprimir seu código de barras em cores além do preto e branco, entretanto, a leitura do código depende da existência de um bom nível de contraste entre o fundo e as barras. Logo, um código de barras amarelo claro em um fundo branco não funcionaria bem, enquanto um azul escuro sobre um fundo branco provavelmente seria de fácil leitura. Novamente, é uma boa ideia fazer um teste de leitura antes de imprimir em todos os produtos. 
Seu código de barras vai começar com 07′. Isto significa que o código de barras originalmente vieram dos Estados Unidos, mas não tem nada a ver com o origem do produto. produtos de qualquer país pode ter códigos de barras de qualquer país, sem problema.

Se você tem outras perguntas, por favor, sinta-se à vontade para entrar em contato conosco. Se você já está pronto para comprar seus códigos de barras, você pode fazer isto aqui.